sexta-feira, 13 de abril de 2018

HOTELARIA E TRADE DE TURISMO CATARINENSE PRESTIGIAM LANÇAMENTO DO CONOTEL/EQUIPOTEL 2018

HOTELARIA E TRADE DE TURISMO CATARINENSE PRESTIGIAM LANÇAMENTO DO CONOTEL/EQUIPOTEL 2018



Em solenidade realizada na tarde desta sexta-feira (13), no Centro de Convenções de Florianópolis - SC, na presença de diversas autoridades, empresários, imprensa e profissionais do setor, Manoel Linhares, presidente da ABIH Nacional, e Camila Moretti, diretora da Equipotel, lançaram a 60ª Conotel – Congresso Nacional de Hotéis e Equipotel Regional 2018, que acontece de 16 a 18 de maio, em Fortaleza, em um dos centros de convenções mais modernos e bem equipados da América Latina.

Osmar Vailatti, presidente ABIH-SC, e Manoel Linhares, Presidente da ABIH Nacional

Promovido pela Associação Brasileira da Indústria de Hotéis – ABIH Nacional, a mais antiga entidade do setor de turismo do país com 81 anos de atuação, a edição de Fortaleza tem a intenção de reunir mais de quatro mil pessoas e promover um intercâmbio entre os setores ligados ao turismo brasileiro.

Edson Ziolkowski (Hotel Renar - Fraiburgo), Osmar Vailati (Pedra da Ilha - Penha), Manoel Linhares e Wilson Macedo ( Piratuba Termas Hotel)

A partir deste ano, itinerante, a Equipotel tem como objetivo principal movimentar e expandir os negócios no setor da hospitalidade nas principais capitais brasileiras. Realizada simultaneamente ao maior congresso nacional de hotéis, o CONOTEL. Será um grande marco no Nordeste que, por sua vez, irá se transformar no principal ponto de encontro entre empresas, que oferecem produtos e serviços relacionados à arte de receber bem, e proprietários de hotéis, motéis, pousadas, bares, restaurantes, e outros estabelecimentos, que buscam soluções para o primor na habilidade de gerir o seu negócio e acolher o seu cliente, conectando demandas e necessidades às melhores soluções. 


O Diretor-presidente da ABIH-SC, Osmar José Vailatti, abriu o evento parabenizando o incansável trabalho de divulgação que está sendo realizado pelo presidente Manoel em divulgar e convocar empreendedores e profissionais dos segmentos que interagem com os setores de hotelaria, gastronomia e turismo por todo país “Nosso presidente não quer só crescer e engrandecer a economia turística de um Estado, ele quer levar para o Ceará milhares de participantes de todo Brasil, engrandecendo todo o movimento hoteleiro”, afirmou o diretor-presidente da ABIH-SC. Segundo ele, "Nós estamos recebendo em Santa Catarina o Presidente Nacional da Associação Brasileira de Hotéis, o grande amigo Manoel Linhares, que vem fazer o lançamento e divulgar o Conotel. Nós evidentemente, como afiliados da ABIH, estamos comprometidos com a hotelaria em nosso Estado e em nosso País, e essa visita e lançamento, é mais um incremento de motivação para os nossos associados para irem participar desse grande congresso nacional. Estamos muito felizes, uma vez que nosso presidente é extremamente ativo, tanto que na última semana ele visitou seis estados, fazendo essa divulgação, vindo de Porto alegre e amanhã estando no Paraná, a fim de que esse congresso seja o maior da história de toda a hotelaria no Brasil", conclui. 


Ao assumir a palavra, o presidente da ABIH Nacional, Manoel Linhares, agradeceu a presença de todos e falou sobre a importância da indústria do turismo, uma indústria limpa que impacta em 52 setores, mas que requer mais cuidado dos governantes e mais união dos que compõem esta cadeia produtiva. “Quando assumimos a ABIH Nacional, nosso maior objetivo sempre foi aproximar a entidade das unidades regionais, por isso, tornamos o CONOTEL itinerante. Florianópolis é a 20ª capital visitada. Tenho 23 anos de turismo e tenho certeza que estar próximo, pode atrair até três vezes mais visitantes. Se daqui iriam 50 visitantes, depois desta visita tenho certeza, irão 150. Queremos debater com todos a retomada da hotelaria”, afirmou Manoel Linhares. Ainda segundo ele : "Esse congresso é o maior evento da hotelaria e gastronomia do Brasil. Como eu sempre digo, a hotelaria tem que caminhar lado a lado com a gastronomia. Esse ano teremos a volta o Equipotel. Logo que assumimos a ABIH, esse evento sempre ocorria no eixo Rio-São Paulo. A partir de agora este evento será itinerante, uma vez que desta maneira agrega mais as ABIHs estaduais e nos proporciona a oportunidade de termos um contato muito mais direto com todos. Estamos reavivando o casamento com a Equipotel, que nasceu no Conotel e esta em sua 56ª. O Equipotel não poderia estar distante. Nossa meta e receber mais de 4000 participantes em Fortaleza e conto com os catarinenses. Quero ter o prazer de contar com todos vocês". 


Após a apresentação o Secretário Municipal de Turismo, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico, Vinícius De Luca Filho, entregou um mimo da cidade, ao presidente da ABIH Nacional, mostrando toda hospitalidade que Florianópolis tem com seus visitantes.


Quem também deixou sua mensagem foi Camila Moretti, diretora da Equipotel. Ela falou sobre a importância do evento para toda cadeia produtiva e de todo trabalho que a Reed Exhibitions Alcantara Machado, vem fazendo para tornar os eventos regionais sucesso como a Equipotel São Paulo. “A feira não é só um encontro, é um momento de celebrar e vender. No evento, mais que fornecedores para equipar o hotel, o visitante vai encontrar empresas que oferecem soluções para a arte do bem receber”, enfatizou Camila.


Finalizando os pronunciamentos, Valdir Walendowsky, presidente da Santur, também fez uso da palavra salientando a importância de toda cadeia produtiva do turismo para o Estado. “Santa Catarina é uma das principais receptoras do país de turistas estrangeiros. Temos o dever de ter nossos profissionais bem capacitados e os estabelecimentos oferecendo o que há de melhor. Parabéns pelo trabalho que está sendo realizado pela ABIH Nacional. Aqui no estado, o Encatho – Encontro Catarinense de Hoteleiros, realizado pela ABIH-SC, que já está em sua 31ª edição movimenta a economia, qualifica os profissionais e gera negócios para as empresas de diversos setores”, concluiu Valdir.


Após os pronunciamentos, a Relações Públicas da ABIH-SC, Lara Perdigão, falou sobre a importância deste evento para a ABIH-SC, para os expositores, parceiros, associados e profissionais que estavam presentes. "Todos que estão aqui sabem da importância do associativismo e deste evento que é o maior símbolo para a hotelaria nacional. Obrigada presidente Manoel, por compartilhar todo projeto do evento. Com certeza, estaremos lá pra prestigiar, assim como as ABIHs de todo país e diversos profissionais e empreendedores do setor estarão de 24 a 26 de julho, aqui em Florianópolis, no Encatho & Exprotel", finalizou Lara Perdigão.


Antes do evento no CentroSul, o presidente Manoel Linhares visitou a sede da ABIH-SC e participou da reunião do Conselho Deliberativo da entidade. O presidente elogiou as dependências, a estrutura organizacional e a participação ativa dos hoteleiros catarinense, reforçando que o trabalho aqui desenvolvido pelo presidente Osmar José Vailatti é exemplar e repleto de sucesso. "Realmente os catarinense possuem uma entidade muito ativa e atuante", afirmou o presidente nacional 


Evento contou com a presença de diversas autoridades do trade turístico catarinense, empresários e imprensa.





MUSEU DE ARTE DE SANTA CATARINA APRESENTA EXPOSIÇÃO DE ARTISTAS ABORÍGINES DA AUSTRÁLIA

MUSEU DE ARTE DE SANTA CATARINA APRESENTA EXPOSIÇÃO DE ARTISTAS ABORÍGINES DA AUSTRÁLIA


O Museu de Arte de Santa Catariana (MASC) e a CAIXA ECONÔMICA FEDERAL apresentam exposição de artistas aborígenes da Austrália. Projeto que já circulou pelo Brasil integra o programa em celebração aos 70 anos do museu, o segundo mais antigo do país.


Depois de passar pelas principais capitais do Brasil, chega à Florianópolis a exposição O Tempo dos Sonhos: Arte Aborígene Contemporânea da Austrália. Trata-se da coleção mais diversificada, vigorosa e exuberante da tradição artística contínua mais antiga do planeta. A mostra inaugura ao público no dia 18 de abril e faz parte da programação que celebra os 70 anos do Museu de Arte de Santa Catarina (MASC), uma das instituições de arte mais importantes e a segunda mais antiga do país. 


As obras que compõem o acervo são de artistas renomados, como Rover Thomas, Tommy Watson e Emily KameKngwarray, entre outros, que já tiveram os seus trabalhos expostos no MoMA e Metropolitan, de Nova Iorque, Bienais como a de Veneza, São Paulo e Sidney, entre outros eventos de prestígio internacional, como o Documenta, em Kassel, e ArtBasel (Miami, Basel e Hong Kong). Emily KameKngwarray (1910-1996) é uma das estrelas da mostra. Mulher, negra, começou a pintar aos 79 anos de idade e é considerada pela crítica uma das maiores pintoras expressionistas do século 20.


“Essa coleção é um presente à população brasileira. Em um acervo de mais de três mil obras, selecionamos aquelas mais significativas. Muitas já foram publicadas em inúmeros catálogos de arte, citadas em teses de dourado e exibidas em várias instituições de prestígio na Austrália, Europa e América do Norte”, conta o curador brasileiro Clay D´Paula, que assina a curadoria com os australianos Adrian Newstead e DjonMundine. 


A exposição, que já passou por São Paulo, Fortaleza, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte e Curitiba, respectivamente, reúne mais de 50 obras, selecionadas por importância histórica, com uma linguagem moderna e contemporânea e técnicas diversas, tais como pinturas, esculturas, litografia e barkpaintings (pinturas em entrecasca de eucalipto).  

Compõem o acervo obras de arte da Coo-eeArtGallery, a galeria mais antiga e respeitada em arte aborígene da Oceania. Peças de coleções privadas e instituições governamentais também atravessaram o oceano exclusivamente para esta exposição. Os trabalhos artísticos representam um período de 45 anos, desde o despertar da comercialização da arte aborígene contemporânea na década de 1970 até o presente.  

O Tempo dos Sonhos

Os artistas aborígenes pintam os seus sonhos (mas não a ideia Junguiana de sonhar e sua associação com o inconsciente). Para eles, pintarem o seu “sonhar” (Dreaming, em inglês) implica em recontar histórias que são atemporais a fim de mantê-las vivas e repassá-las a futuras gerações. Não se trata de algo religioso, mas ligado à própria sobrevivência. Essas pinturas contêm informações vitais, como, por exemplo, onde encontrar “água viva” permanente. Manter o “Sonhar” vivo é a motivação fundamental para a prática da arte dos artistas indígenas da Austrália.   

A arte aborígene da Austrália


“No Brasil, costuma-se pensar de forma equivocada em artefatos indígenas. Com isso, pode causar surpresa ao público brasileiro descobrir que a produção artística dos aborígenes da Austrália vem sendo cada vez mais valorizada e reconhecida como arte e com status de arte contemporânea”, revela Ilana Goldstein, antropóloga da Unicamp, doutora e especialista em Arte Aborígene da Austrália na América Latina e consultora do projeto. 

A arte Aborígene da Austrália movimenta cerca de 200 milhões de dólares por ano naquele país-continente. Estima-se que hoje mais de 7 mil artistas indígenas vivam de sua prática artística. “Nós, brasileiros, tivemos, até hoje, poucas oportunidades de conhecer todo esse universo da arte aborígene da Austrália, o que pode, inclusive, levar-nos a refletir sobre os povos indígenas de nosso país. O Brasil e a Austrália possuem muitas coisas em comum. Contribuir para aproximá-los e convidar ao diálogo é um dos objetivos dessa exposição”, justifica o curador Clay D´Paula.  

Com esta exposição, os curadores buscam proporcionar ao povo brasileiro a oportunidade de refletir sobre os povos indígenas da Austrália e do Brasil e sobre o impacto da colonização sobre eles. “Reconhecer o potencial artístico dos nossos ameríndios pode ser uma forma de reconciliação com o passado, trazendo uma nova perspectiva”, aponta o curador brasileiro. O projeto também traz uma reflexão sobre a filosofia indígena, que consiste no conhecimento mítico aplicado à arte contemporânea. 

Barkpaintings

Os visitantes vão apreciar as barkpaintings, pintura sobre entrecasca de eucalipto, típica do norte tropical da Austrália, região conhecida como Arnhem Land (A Terra de Arnhem). Essa é uma das formas de expressão artística mais antigas do mundo, com mais de 40 mil anos. Inicialmente, as barkpaintings tinham uma pobreza estética muito grande porque não foram criadas para durar, mas sim para cerimônias ou decoração. Hoje, elas trazem uma execução primorosa, sendo consideradas arte, não artefato, e estão em museus renomados, além de integrarem coleções particulares. 

Artistas participantes 

A mostra reúne os artistas aborígenes de maior projeção internacional, com uma paleta refinada e luminosa, como a do celebrado artista Rover Thomas (1926-1998), com suas paisagens de cor ocre que mudaram, com sua visão, a percepção paisagística australiana. Suas pinturas podem ser apreciadas da mesma forma que as criadas pelos impressionistas no século 19, mas sem horizontes.  

A estética desenvolvida pelos artistas lembra o minimalismo e o expressionismo. No entanto, as obras criadas por eles trazem uma linguagem visual única e de verdades eternas – lembrando que os artistas indígenas da Austrália, na sua grande maioria, não tiveram contato algum com a arte europeia. “A arte não é uma invenção dos europeus. Toda cultura tem a sua própria e singular forma de expressão: seja na música, na dança ou na pintura. Não existe diferença entre uma obra de arte criada no deserto e na cidade. Elas devem ser apreciadas e reconhecidas da mesma forma. Esta exposição vem descortinar tais pré-conceitos, reconhecendo as obras criadas pelos artistas indígenas de todo o mundo. A arte aborígene, por exemplo, não é uma cópia, nem uma réplica. Mas uma linguagem visual inovadora e revolucionária e que desafia os padrões pré-estabelecidos da arte”, afirma o curador Clay D'Paula. 

A grande estrela da exposição é Emily KameKngwarray (1910-1996). Mulher, negra, ela começou a pintar aos 79 anos de idade e é considerada pela crítica uma das maiores pintoras expressionistas do século 20. Foi comparada à Pollock e Monet, entre outros expoentes que figuram nos livros da história da arte. Emily estará representada na mostra com duas obras. Uma delas é a pintura Sem título, 1992. Emily tornou-se a artista mais querida da Austrália. Representou o país na Bienal de Veneza e em vários outros eventos de arte internacional. É importante ressaltar que Emily nunca teve acesso à arte ocidental, logo, enquadrar a sua pintura dentro de um movimento artístico europeu pode ser um equívoco. Ela que, sem falar uma palavra em inglês, já expôs lado a lado com Picasso, Kandinsky e Mondrian entre outros másters internacionais da arte. “Ou eles que expuseram com ela”, complementa Clay D´Paula. 

quinta-feira, 12 de abril de 2018

FLORIPA AIRPORT COMPLETA 100 DIAS COM MUITO TRABALHO E REALIZAÇÕES

100 dias de operações: 100 realizações da Floripa Airport



Nesta quinta-feira, 12 de abril, a Floripa Airport tem orgulho de completar 100 dias de operações no Aeroporto Internacional de Florianópolis - Hercílio Luz. Foram pouco mais de três de meses de trabalho intenso e focado em mudar processos, realizar melhorias, comprar equipamentos, aperfeiçoar o atendimento aos passageiros, cuidar do meio ambiente e, em paralelo, iniciar a construção de um novo terminal.


As novidades totalizam pelo menos 100 realizações e passam por todas as áreas. Veja alguns exemplos: Manutenção: pinturas prediais, consertos de pavimentos, troca de luminárias; Novos equipamentos: ar-condicionado, longarinas, esteiras de inspeção; Reorganização: novas posições para auto check-ins, liberação de embarque pela porta traseira na posição 1, mudança de local de quiosques; Nova sinalização: layout atualizado em todo o atual terminal, com novas placas, totens de orientação e identidade visual da Floripa Airport; 


Mais lojas: inauguração de novas lojas, como o Schaefer Pub, com cervejas artesanais catarinenses, e a gelateria Mu Gelato. Atendimento ao público: o número de profissionais na inspeção pulou de 78 para 138; Processos mais eficientes: novo processo de gerenciamento de voos; Tecnologia avançada: sistema SITA para informativa de voo e wifi potente e gratuito; Meio ambiente: início do processo de gerenciamento de resíduos, que já no primeiro mês de atuação (março) proporcionou 44% de reciclagem do lixo. Antes, o aeroporto não tinha reciclagem. Ações/Comunicação: lançamento do site da Floripa Airport e ações de Carnaval e Páscoa; Novo terminal: início da construção do novo aeroporto. Veja a lista das 100 realizações aqui.


Em paralelo às melhorias no atual terminal, que será contemplado com R$ 5 milhões de investimentos, a concessionária suíça iniciou, em tempo recorde, a construção do novo terminal, quatro vezes maior que o atual. As obras iniciaram em 15 de janeiro, e o novo aeroporto entra em operação até outubro de 2019. Neste início de abril, os trabalhos entram numa nova fase, a chamada etapa civil da obra, com a colocação das estacas. Serão 900 estacas, que chegam a cerca de 20 metros de profundidade. O investimento total no novo terminal passa de R$ 500 milhões. 


A Floripa Airport assumiu as operações em 3 de janeiro de 2018, coincidentemente, dia de maior movimentação no terminal desta temporada, quando 16.493 mil passageiros passaram pelo aeroporto. Neste centésimo dia de operações,a empresa renova o compromisso com Florianópolis e com a missão de elevar a qualidade do aeroporto da cidade a padrões internacionais de excelência. A Floripa Airport é uma empresa pertencente ao grupo suíço Zurich Airport, que venceu em março de 2017 o leilão de concessão do aeroporto de Florianópolis e vai operá-lo pelos próximos 30 anos.  


quarta-feira, 11 de abril de 2018

CENSO BIG DATA ABAV REVELA PERFIL DAS AGÊNCIAS DE VIAGENS

Censo Big Data ABAV revela perfil dos colaboradores das agências de viagens associadas


Apuração dos dados coletados pelo Censo Big Data ABAV – sequência de consultas eletrônicas que tem por finalidade criar um banco de dados para mapeamento do setor de agenciamento de viagens – revela o perfil de colaboradores atuantes nas empresas associadas às 26 ABAVs estaduais e do Distrito Federal.


Gerados a partir das respostas de 24,4% das 2,4 mil agências de viagens associadas pesquisadas, os dados identificaram o emprego de 76.773 profissionais. Destes, 61% exercem suas funções no regime de contratação de CLT, 12% correspondem a profissionais terceirizados, 8% integram a categoria de estagiários e 19% têm participação na sociedade.


Quando perguntados sobre a divisão por área de atuação, os associados responderam que 48% dos colaboradores se distribuem entre os segmentos de atendimento, comercial, marketing e vendas das empresas e 25% trabalham com administrativo, pessoal, faturamento e financeiro, enquanto os demais ocupam funções em áreas não relacionadas.

Em relação ao grau de escolaridade, o perfil que mais se destaca nas agências de viagens são colaboradores com Ensino Médio completo (44%), seguido por 31% que possuem o Ensino Superior completo, 16% que apresentam Ensino Superior incompleto e 6% que não chegaram a completar o Ensino Médio. Apenas 4% realizaram cursos de pós-graduação, MBA ou outros além do bacharelado. 


"Essa sondagem é de extrema importância para a entidade, pois além de nos permitir conhecer melhor o perfil e a realidade das agências de viagens associadas, passamos a compilar dados que demonstram a força e representatividade do setor de agenciamento perante o mercado", afirma o presidente da ABAV Nacional, Carlos Palmeira.

A consolidação dos dados do Big Data ABAV será finalizada com a construção de uma plataforma de Advanced Analytics que permitirá a alimentação contínua e a divulgação periódica das informações coletadas.

terça-feira, 10 de abril de 2018

O ECOSSISTEMA DO TURISMO TEM ENCONTRO MARCADO NA ABAV EXPO 2018

O ECOSSISTEMA DO TURISMO TEM ENCONTRO MARCADO NA ABAV EXPO 2018



O mercado brasileiro de turismo mais conectado do que nunca. Esse é o conceito que inspira a organização da 46ª ABAV Expo Internacional de Turismo e 50º Encontro Comercial Braztoa, que em setembro volta a reunir em São Paulo toda a cadeia produtiva deste grande vetor econômico que impulsiona nada menos que 52 diferentes setores da indústria nacional.

Conectar toda essa diversidade de players em um espaço único é a proposta da edição deste ano da ABAV Expo, que vem cheia de novidades, a começar pela configuração das áreas de exposição. Novos segmentos estarão presentes, distribuídos em arenas e representados por um tema âncora, tendo à sua volta grandes marcas expositoras da atividade relacionada. A inovação fica por conta das atividades interativas que complementarão os espaços, como forma de ativar a interação coletiva entre todos os participantes – expositores e visitantes, indistintamente.


Ao lado de expositores tradicionais, entre companhias aéreas, hotéis, locadoras, cruzeiros marítimos, equipamentos turísticos, destinos nacionais e internacionais, e das operadoras reunidas no Encontro Comercial Braztoa, a ABAV Expo 2018 abrirá espaço para que os visitantes se conectem também com representantes das áreas de infraestrutura, esportes, educação e hospitalidade, entre tantas outras que, direta ou indiretamente, são impactadas pelo Turismo.


"Sempre propagamos a relevância do nosso setor como mola propulsora de desenvolvimento para uma série de outras economias, e agora queremos mostrar, na prática, como essa inter-relação acontece. O projeto é transformar a ABAV Expo na grande vitrine do ecossistema do turismo brasileiro", afirma o presidente da ABAV Nacional, Carlos Palmeira.


"As operadoras de turismo são peça fundamental na engrenagem do ecossistema do turismo. Os números do recém-lançado Anuário Braztoa 2018 revelam que no ano passado o impacto das atividades das operadoras na economia nacional foi de R$ 10,8 bilhões", ressalta a presidente da Braztoa, Magda Nassar.


Entre os projetos, cinco já estão confirmados: ABAV Conecta Mice, ABAV Conecta Big Data, ABAV Conecta Educação, ABAV Conecta Esportes e ABAV Conecta Sensações. O mesmo conceito de interação e conectividade proposto nas áreas novas vai nortear a programação da Vila do Saber, que segue como o grande espaço para a difusão de conhecimento da feira. Também se mantêm no projeto a Ilha Corporativa Abracorp, como catalisador de negócios do segmento de viagens corporativas, assim como outros núcleos integrados por entidades parceiras e congêneres.



domingo, 8 de abril de 2018

BUENOS AIRES - ARGENTINA - UM ESPETÁCULO NA WTM LATIN AMERICA

BUENOS AIRES - ARGENTINA - UM ESPETÁCULO NA WTM LATIN AMERICA

Puerto Madero

O trade de Turismo da Cidade de Buenos Aires participou na WTM Latin America 2018, onde recebeu os parceiros mais destacados do mercado brasileiro, que prestigiam o turismo portenho e que contribuem com a atividade permanentemente. 


Anteriormente participou do Encontro Comercial Braztoa no Rio de Janeiro e ofereceu um café da manhã na Sala principal do Complexo Barigui de Curitiba, com a colaboração do Instituto de Turismo da cidade paranaense. A cidade de Buenos Aires é uma das 20 cidades maiores do mundo, com uma proposta acadêmica, científica, gastronômica e cultural, ideal para contribuir com o desenvolvimento dos diferentes segmentos do Turismo.


A cidade oferece uma excelente conectividade nacional e internacional, com seus dois aeroportos, recebendo mensalmente mais de 1.400 vôos da América do Sul, 400 da América do Norte, 300 da Europa e 60 da Ásia; uma variedade gastronômica única com mais de 7000 Restaurantes, pizzarias e bares; um rico legado social e cultural que inclui 30 universidades, 130 museus, 287 teatros, 380 livrarias e dois ícones patrimônio da humanidade: Tango e Fileteado Portenho; mais de 60.000 camas de hotel e mais de 15.000 m2 de espaços para
exposições além de um Centro de Convenções que foi inaugurado recentemente para grandes eventos.

San Telmo

Cada ano, a cidade recebe mais de 10 milhões de turistas de todas partes do mundo que chegam com diferentes interesses. A indústria de reuniões tem se transformado em estratégica, posicionando a cidade entre as líderes da região, gerando fusões corporativas, investimentos e posicionamento internacional.


Novas ferramentas digitais para facilitar a venda dos atrativos da Cidade, destinada a operadores e agencias de turismo, foram apresentadas nas capacitações oferecidas pelo trade turístico de Buenos Aires, tanto no  Rio de Janeiro, Curitiba, São Paulo e nas cidades vizinhas de Campinas e Itabuna.


Deste modo foram divulgadas novas atividades e atrativos, a exemplo do Teatro Ciego, visitas guiadas no Teatro Colón, Palacio Barolo, passeios de barco pelo Rio da Prata e no Delta do Tigre, roteiros de Fileteado Portenho, Art, Drink & Fun, dia no campo com prática de pólo, bem como apresentado o calendário de eventos sociais, culturais e esportivos da Cidade.

Palacio de Aguas Corrientes

Essas atividades deram a todos a oportunidade de conhecer mais e melhor as propostas turísticas que desenvolve o trade turístico junto aos parceiros locais, estreitando as relações regionais. De fato, a Argentina esteve e sempre está presente nos principais eventos de turismo do mundo, mostrando seus principais atrativos, começando pelos picos nevados da Patagônia Fantástica e terminando em grandes espetáculos de tango, sem esquecer a sua alta gastronomia, pois se existe alguma coisa que o argentino gosta de fazer é comer muito bem. 


sábado, 7 de abril de 2018

CONSULADO ARGENTINO EM FLORIANÓPOLIS COMEMORA O MALBEC DAY

CONSULADO ARGENTINO EM FLORIANÓPOLIS COMEMORA O MALBEC DAY



Dia Mundial do Malbec acontece em diversos países e em Santa Catarina será celebrado no Pier 54, em Florianópolis, em evento fechado, exclusivamente para convidados, trazendo boas e grandes marcas para os apreciadores de vinhos. Malbec Argentino é uma história de sucesso. É um caso emblemático em que um país conseguiu associação direta com um varietal, resgatou-o do esquecimento e transformou-o em uma inovação no cenário global do vinho.



Dia 17 de abril é comemorado o Malbec World Day. A data foi instituída pela Wines of Argentina para celebrar a casta mais importante e ícone da Argentina. Como já é tradicional também no Brasil, o evento acontecerá em Florianópolis, no dia 18 de abril, às 19:00 hs; trazendo aos apreciadores e amantes dos vinhos, num ambiente descontraído. Para deixar o espaço ainda mais interessante, haverá música além de comidas especiais para harmonizar com os diversos estilos de vinho oferecidos.


O evento será no Pier 54, na Av. Beiramar, com visão privilegiada, num ambiente pra lá de aconchegante. A Argentina é atualmente a principal produtora de Malbec no mundo, com 97.574,91 acres de vinhedos plantados em todo o país, seguidos pela França, Itália, Espanha, África do Sul, Nova Zelândia e EUA.


Os produtores argentinos cultivaram o Malbec extensivamente em todas as regiões vinícolas do país. Hoje, Malbec opulentos e vigorosos podem ser encontrados ao longo da cordilheira dos Andes, de Salta à Patagônia. Mendoza é o principal produtor de Malbec no país, com 84.253,15 acres, representando 86% de todos os vinhedos Malbec. San Juan ocupa o segundo lugar com 5.157,68 acres, seguido por Salta com 2.793.11 hectares, Patagônia (Neuquén e Rio Negro) com 2.457,05 acres e La Rioja com 1.755,71 acres.


O Malbec se expressa muito bem em regiões com amplas faixas de temperatura e solos calcários, argilosos ou arenosos, como aqueles encontrados ao pé dos Andes. Essas características geográficas e climáticas fazem com que o Malbec argentino se destaque especialmente pela qualidade de seus taninos: doce, sedoso e com preenchimento bucal. 
O Malbec Day é um evento que já se tornou referência para o setor, e que a cada ano apresenta um tema que serve de inspiração para a elaboração das comemorações. 


sexta-feira, 6 de abril de 2018

BALEIA A VISTA ! PROMESSAS DE BOA TEMPORADA EM 2018

BALEIA A VISTA ? TURISTAS JÁ PODEM COMEMORAR PASSEIOS EMBARCADOS PARA AVISTAMENTO DAS GIGANTES DO MAR?


Em se tratando da ICMbio, é bom não levar essa notícia muito a sério. Já vimos esse filme antes. Se existe uma entidade morosa, essa chama-se ICMbio. Mas em todo caso, a Rota da Baleia Franca, um dos principais roteiros ecológicos da região de Laguna, Garopaba e Imbituba, em Santa Catarina, voltará a contar com os passeios embarcados para a observação de baleias a partir de agosto deste ano. "TODAVIA" aguarda-se apenas a liberação do ICMbio, que deverá acontecer em agosto, isto é, a gosto de Deus. Se isso acontecer, o turismo na região retorna aos bons tempos. 

Enrique Litman - Presidente do Instituto Baleia Franca 
O absurdo, a incompetência e a morosidade que cercam os passeios embarcados para a observação das baleias francas, que tomam o litoral catarinense todos os anos para o período de acasalamento, estava interrompido desde 2012, quando então uma denúncia chegou ao Ministério Público, que proibiu as atividades para que os animais não tivessem contato direto com os humanos. 

Litman (de amarelo) em reunião na Embratur durante à WTM

A medida, porém, havia impactado negativamente o turismo na região, como no caso do presidente do Instituto da Baleia Franca e dono de uma pousada em Imbituba, Enrique Litman, que lembra que antes da proibição mais de 10 mil turistas realizam o passeio. “A gente brigou bastante desde a proibição pelo MP para que voltassem os passeios embarcados. A retomada dos resultados positivos deve acontecer apenas em 2019. É algo que tem que ser feito certinho”, afirmou Litman.



MINISTRO DO TURISMO VINICIUS LUMMERTZ


Vinicius Renê Lummertz Silva,  catarinense de Rio do Sul, é o novo ministro do Turismo, em substituição a Marx Beltrão, que se despede nesta semana da pasta para disputar cargo eleitoral. O presidente da Embratur tomará posse na semana que vem. Sua escolha foi definida nesta quinta-feira pelo presidente Michel Temer em conjunto com os ministros Carlos Marun, da Secretaria de Governo, Moreira Franco, da Secretaria-Geral da Presidência, o líder do MDB na Câmara, Baleia Rossi, e o próprio Beltrão. Ao assumir a pasta, Lummertz deixa a cadeira assumida em 2016 na Embratur, e órgão de promoção do Brasil no Exterior ainda não anunciou substituto.


WTM LATIN AMERICA 2018, MAIS DE 12 MIL REUNIÕES


Com temas relevantes, expositores de peso, e tantas outras novidades, sexta edição do evento terminou na tarde desta quinta-feira, 5, na capital paulista. Confiantes no mercado latino-americano, os expositores, profissionais do setor, parceiros e demais players do mercado de turismo e viagens, presentes na sexta edição da WTM Latin America, podem comemorar uma prévia que aponta o aquecimento do segmento para este ano. Nos três dias de evento, a estimativa é que se tenha conquistado ganhos consideráveis para o mercado. Um dos exemplos e reflexo dessa movimentação positiva foram as sessões de Speed Networking, que pela primeira vez tiveram cinco sessões, completando mais de 12 mil reuniões.


Para quem passou pelos corredores movimentados e cheios de cores do evento, durante os dias 3 e 5 de abril, notaram também a quantidade de negociações e reuniões acontecendo em cada parte dos pavilhões Azul e Branco. Ao todo foram mais de 40 operadoras presentes no evento e algumas já mostraram interesse em retornar na edição de 2019 – R11, Grou, Travel Ace Intertouring, Hotel DO, TT Operadora e ITA. Outro Programa de sucesso desta edição, que ganhou holofotes entre os visitantes e expositores, foi o Turismo Corporativo. Com cerca de oito ativações durante o evento, incluindo bate-papos, seminários e palestras – entidades de peso reforçaram a importância do principal evento B2B de turismo e viagens da América Latina. 


CICLOTURISMO - CIRCUITO DAS ARAUCÁRIAS EM SC


No norte de Santa Catarina, o Circuito das Araucárias é um roteiro repleto de atrativos naturais, históricos e também gastronômicos e culturais. A paisagem é bem variada, alternando entre altos de serras a planaltos ou vales de rios, com a Mata Atlântica bem preservada e mesclada com florestas de imponentes e belas araucárias. 

Serra do Corvo Branco

A natureza se mostra presente também na grande concentração de nascentes e cachoeiras, como as da Rota das Cachoeiras, uma incrível sequência de 14 quedas em menos de 3 km. Há ainda outros grandes atrativos naturais, entre eles o Morro da Igreja, que se destaca à grande distância e possui um paredão de pedra onde os escaladores praticam o rapel (um dos maiores do Brasil, com 245 m), e os Campos do Quiriri, uma área de preservação que pode ser conhecida a partir do Circuito das Araucárias e de onde, em dias claros, avista-se todo o litoral norte de Santa Catarina.


Na região do Circuito das Araucárias acontece este ano o 1º Bike Meeting Brasil, com atrações como palestras, depoimentos, lançamento de documentário e pedal Cultural. O evento surgiu com a ideia de reunir todos os grupos de ciclistas, onde será possível melhorar os conhecimentos sobre a bicicleta e proporcionar um momento único de integração, com oportunidade de fazer novas amizades. O 1º Bike Meeting Brasil será realizado nos dias 20 e 21 de abril, em São Bento do Sul (SC). Já a edição 2019 do Bike Meeting será na cidade de Corupá, nos dias 19 e 20 de abril. Inscrições em:http://www.riscozeroadventure.com.br/.


PERFIL CORPORATIVO DEU O TOM NA WTM LATIN AMERICA


Novidade da edição 2018, o espaço de Speed Network da WTM-LA pode ser considerado símbolo da nova fase da feira. Em busca de atividades que envolvem o segmento corporativo, a programação do ano incluiu as pequenas reuniões que já tiveram números consideráveis. Em uma hora e meia, o ambiente reuniu 109 compradores para negociações com 336 expositores cadastrados. Ao todo, foram 1962 reuniões. Os speed networks vieram para ficar e na próxima edição ganharão ainda mais espaço. 


Essa atividade contempla os participantes que pediam mais momentos corporativos. Ainda sem os números de visitantes e de negócios gerados, a organização já planeja o que fará em 2019.  Em dois dias já palestraram empresas como Google, Instagram e Facebook. 


BRASIL E ARGENTINA - PROMOÇÃO CONJUNTA NA CHINA


A Embratur e a INPROTUR - Instituto Nacional de Promoción Turística, irão promover roadshows na China, em maio, para divulgação de seus destinos, com ênfase nas Cataratas do Iguaçu, uma das sete maravilhas do mundo. Esta foi uma sequência de outras reuniões para tratar da promoção conjunta entre Brasil e Argentina no país asiático. Os representantes dos governos dos dois países sul-americanos e do destino Foz do Iguaçu se reuniram nesta última quarta-feira (04), na WTM Latin America 2018, a fim de alinhar a preparação da missão que acontecerá no próximo mês. De acordo com o coordenador-geral de Inteligência Competitiva e Mercadológica do Turismo da Embratur, Alisson Andrade, a ideia é trabalhar, em especial, atrativos de Ecoturismo e Turismo de Aventura no país onde o segmento é um dos preferidos de seus turistas.


“As conversas entre o presidente da Embratur, Vinicius Lummertz, e o ministro do Turismo da Argentina, Gustavo Santos, sobre o tema, vem acontecendo há anos. Sobre o mercado chinês, a longa distância em relação ao Brasil é um desafio, mas a iniciativa conjunta ajuda a promover nosso destino como parte de um roteiro pela região", resumiu Alisson Andrade. Ainda segundo o representante da Embratur na reunião, além da aproximação política entre Brasil, Argentina e China, abre-se caminho para a irmanação entre as Cataratas do Iguaçu e a Muralha da China e para a cooperação técnica. Durante o mês de maio, a Embratur estará na ITB China, uma das principais feiras de turismo do país. No mesmo período, o roadshow para capacitação do trade chinês será promovido em quatro cidades chinesas (Pequim, Xangai, Cantão e Hong Kong).


MATRIZ ESTRATÉGICA


Falando nisso, a Coordenação-Geral de Inteligência Competitiva e Mercadológica do Turismo do Instituto Brasileiro de Turismo, lançou  seu mais novo produto: a Análise SWOT. São 13 documentos que analisam forças, fraquezas, oportunidades e ameaças dos principais países, considerados prioritários para promoção e divulgação dos destinos turísticos brasileiros pelo Instituto. Com base em informações coletadas pelos Escritórios Brasileiros de Turismo (EBTs), a Embratur montou o documento que, de acordo com o coordenador-geral Alisson Andrade, servirá para que o trade do Brasil conheçam os principais pontos para melhor comercialização. O material da análise de SWOT foram apresentados pelos executivos que atuam em mercados, como Argentina, Chile, Uruguai, Paraguai, Bolívia, Peru, Colômbia, Equador, Venezuela, México, Estados Unidos, Canadá, Japão, Alemanha, Espanha, França, Itália, Portugal, Reino Unido e Rússia.  

O melhor resort para família do Sul do Brasil - Pé na Areia

FERIADÃO DE PÁSCOA EM ITAIPU


O número de visitantes nos atrativos do Complexo Turístico Itaipu (CTI) durante o feriado prolongado de Páscoa, de 30 de março a 1º de abril, ficou acima do esperado. Um total de 7.621 pessoas passaram pelos atrativos da usina na margem brasileira, entre turistas do CTI e visitantes institucionais. A projeção inicial era receber 7 mil pessoas entre a Sexta-Feira da Paixão e o Domingo de Páscoa. Neste ano, o destaque foi o Ecomuseu. Para receber bem os turistas, o CTI ofereceu saídas extras dos atrativos mais procurados, como a Visita Institucional e o Circuito Especial. Durante o feriadão, a equipe plantonista da Divisão de Relações Públicas (do lado brasileiro da usina) recebeu 39 visitantes institucionais, entre estudante, autoridades e familiares de colaboradores de Itaipu. O número foi computado no total de turistas recebidos no feriado, de 7.621 pessoas.


FERIADÃO DE 1º DE MAIO NA SERRA CATARINENSE


Hotel Fazenda Boqueirão - Ícone do Turismo Rural do Brasil. Uma das melhores épocas do ano - mas reserva antecipada é fundamental, No último feriadão da Páscoa, maus uma vez lotado e com fila de espera.

Bolo de Fubá com cobertura de doce de amora. Pensa num bolo espetacular - Bolo da Madre - São José - SC